Estudo analisa o efeito da gestrinona em cânceres ginecológicos

Estudos indicaram que as mulheres com endometriose podem ter um risco aumentado de vários tipos de câncer como câncer de mama, ovário e hematopoiético. Além disso, são necessários estudos para explorar possíveis alterações hormonais e razões imunológicas para esses riscos aumentados.


Experimentos celulares verificaram os efeitos anticancerígenos da gestrinona, que efetivamente e especificamente inibiu o crescimento de células de câncer cervical HeLa, diminuiu P21 via fosforilação de JNK e apoptose induzida.


Combinando os resultados de análise de banco de dados clínicos e experimentos com células, as descobertas sugerem fortemente que a gestrinona pode ter o potencial de proteger contra o câncer através da regulação do eixo JNK-P21. Reaproveitar a eficácia anticancerígena da gestrinona pode ser uma estratégia para terapia direcionada no futuro. (Pesquisa Translacional 2022; 243:21 32)

Estudo original completo

Desenvolvido por EmbedPress

Acesse outra matéria, clicando aqui